Conecte-se conosco

Sucesso e Negócios

Assembleia sedia feira de afroempreendedoras

De segunda à quarta, durante todo o mês de novembro, público pode conferir produtos diversificados comercializados por mulheres negras

Publicado

em

No mês da Consciência Negra, o empreendedorismo de mulheres negras e o empoderamento feminino marcam presença na Assembleia Legislativa com a Feira de Afroempreendedoras Dandaras, promovida pela Procuradoria da Mulher. 

Nove expositoras participam do evento e comercializam seus produtos que vão de roupas e acessórios, a bolos, biscoitos e cafés, artesanatos em tecido e crochê, entre outros. O evento é aberto ao público e acontece às segundas, terças e quartas-feiras até 1º de dezembro. 

Claudia de Meira é uma das expositoras do evento. Ela é idealizadora da marca Cacau Moda Afro, especializada em roupas e acessórios que abordam as cores e cultura do continente africano. 

De acordo com a empresária, a ideia de criar a marca surgiu há 10 anos para suprir a falta de pertencimento e valorização da cultura negra na moda. “A inspiração começou com minhas filhas que buscavam representatividade e não encontravam. Então, começamos a estudar e criar estampas com a temática. Cada uma traz uma história da rica cultura afro. Uma viagem à nossa ancestralidade através da moda”, explica Claudia.

A Procuradora Especial da Mulher, deputada Iriny Lopes (PT), explica que a proposta da feira Dandaras foi inspirada na Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024), ação proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa reforça a importância de fomentar a conscientização e respeito à diversidade da herança e cultura de afrodescendentes e sua contribuição para o desenvolvimento das sociedades. 

A deputada reforça a necessidade de dar visibilidade e oportunidade às mulheres negras que são as mais atingidas pelos índices de desemprego e de violência contra a mulher no Brasil. 

“A Assembleia Legislativa e toda a sociedade precisam reconhecer publicamente que há um tratamento diferenciado e subalternizado em relação à população negra. Então, decidimos criar essa oportunidade e dar espaço a essas mulheres que estão no dia a dia sustentando suas famílias e ajudando a construir o nosso estado”, ressalta Iriny.

A abertura da feira foi nesta segunda-feira (8) e contou com a apresentação musical dos saxofonistas da Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames) Jovaldo Guimarães e Tainá Eustáquio.  

Dandara

Dandara foi uma das principais expoentes na luta contra a escravidão no Brasil no século XVII. Mulher negra e guerreira, foi companheira de Zumbi dos Palmares e teve importante papel na construção e comando do quilombo dos Palmares. 

De acordo com historiadores, Dandara dominava técnicas da capoeira e lutou ao lado de homens e mulheres em resistência ao sistema escravocrata do período colonial brasileiro.

Serviço

Feira de Afroempreendedoras Dandaras 
Funcionamento: segunda à quarta, de 9 às 17h (até 01/12) 
Local: Térreo da Assembleia Legislativa 

Foto: Ana Salles

Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

destaques