Barriga solidária: amor que transborda

Conheça a história da mãe que se ofereceu para ser barriga solidária e ajudou a cunhada realizar o sonho da maternidade

Por:

TuBusca

Fotos: reprodução rede social

O desejo de ser mãe da fisioterapeuta Karlla Leal Camporez, 34 anos, quase foi interrompido quando foi diagnosticada com câncer de colo de útero, durante um check-up de saúde. Karlla foi para sala de cirurgia com a informação que seria retirado apenas um pedaço do seu útero, mas foi preciso fazer a remoção completa. Restava então a possibilidade da adoção ou a barriga solidária.

 “O câncer avançou muito rápido, entre a biópsia e a cirurgia, mais ou menos 20 dias, chegou no útero. Durante a cirurgia o médico percebeu que precisava tirar, até mesmo por margem de segurança. Só fiquei sabendo ao acordar da anestesia. Quando ele falou que tinha tirado meu útero, meu mundo caiu. A cirurgia seria de certa forma para resguardar que eu fosse mãe, acordar com essa informação foi bem complicado”, diz Karlla.

Ainda internada quis saber do médico quais alternativas ela tinha para ser mãe. A orientação foi que ela tentasse a adoção ou a barriga solidária, uma vez que os ovários estavam preservados. Daí em diante começou a busca para realização do sonho da maternidade. Ainda no hospital, depois que o médico falou de barriga solidária, ela começou a pesquisar o que era, até como uma maneira de diminuir a dor que estava sentindo.  

Acho que todo mundo me achava doida, tipo “calma Karlla”. Mas gente, eu estava no fundo do poço, precisava achar uma luz para sair dessa, senão eu não saberia o que iria ser de mim”, relata a fisioterapeuta.

A tão esperada barriga solidária

Patricia foi a barriga solidária que Karlla buscava

Enquanto pesquisava sobre barriga solidária Karlla conta que passou mal pensando em como pedir para alguém fazer isso por ela. Por outro lado, se não falasse, como as pessoas iriam saber?

Marataízes, cidade pequena, muita gente não tinha ouvido falar nisso e se ouviu foi por conta de uma novela que tem muitas partes ruins em relação a barriga de aluguel, as pessoas ficam com essa parte ruim na cabeça. Comecei a sofrer por conta de como pedir, a quem pedir, porque não passava nada na cabeça”.

Já em casa se recuperando, Karlla estava assistindo uma série sobre infertilidade e chorando, quando recebeu uma visita que mudaria sua vida.  Patricia Monteiro, cunhada de Karlla, chegou e, ao perceber o motivo do choro, se ofereceu para ser a barriga solidária que ela precisava.

Patricia viu que eu estava sozinha no quarto chorando muito e ela perguntava ‘o que que foi’? Ela olhou para a televisão, viu do que se tratava. Daí ela falou: ‘você está chorando por causa disso? Eu vou fazer isso para você’. Eu pirei, porque Deus é muito maravilhoso. Eu agoniada pensando a quem pedir, como pedir, e ele me entregar uma benção dessas assim, foi surreal. Ela é uma das mulheres mais incríveis que conheço, uma força, empatia, um amor ao próximo, todo dia procuro aprender com ela”, relata.

O outro lado

A fotografa e assessora de comunicação Patricia Monteiro, 47 anos, mãe de um rapaz de 17 anos, diz que tomou a decisão de ser a barriga solidária que a cunhada buscava baseada no amor, diante de tudo que a família passou com a doença de Karlla e, motivada pelo amor de mãe que sente pelo seu filho.

Fui visitá-la em casa e ela estava assistindo a um documentário sobre infertilidade e chorava. Ali conversamos e eu falei para ela que faria. Foi uma decisão baseada no amor, no contexto que estávamos passando, sabe? Foi muito difícil para toda família o que ela viveu. Também pensei muito no meu filho, o amor de uma mãe por um filho é inigualável”, pontua.

O processo durou cerca de um ano. Depois de uma série de exames, eles foram para São Paulo onde fizeram a fertilização in vitro. O procedimento foi bem-sucedido logo na primeira tentativa.

Arthur, o bebê que nasceu dessa história de amor, tem hoje um ano e dez meses. Para Patrícia ele é um milagre e a lição que fica é que o amor vence tudo.

Hoje quando vejo eles, os pais com o filho, eu penso o quanto a nossa decisão, minha e dela, de passar por esse processo foi maravilhosa! Me sinto muito feliz.  Eu amo ver os dois juntinhos, é lindo ver o amor dos dois! Me sinto honrada! A lição que fica para mim é que o amor vence tudo nessa vida. O Arthur é o nosso milagre! Trouxe alegria para família toda!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se em nosso blog

Seja a primeira a receber nossos conteúdos!

Você também pode gostar!

Inscreva-se na Newsletter

Fique por dentro do que acontece no universo feminino!

Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter e receba no seu e-mail as nossas novidades.

Ao clicar no botão você aceita receber nossos e-mails comunicativos. Fica tranquila, não faremos spam!

Seja bem-vinda

Inscrição realizada com sucesso!

Agora você receberá em primeira mão as nossas novidades e conteúdos! Aproveitando, siga o TuBusca no Instagram, clicando no botão abaixo 🙋🏻‍♀️