Conecte-se conosco

Sobre Elas

Cresce 50% número de mulheres investidoras com mais de 60 anos

O levantamento aponta que as investidoras com mais de 60 anos apostam em ativos diferentes dos homens na mesma faixa etária

Publicado

em

O número de mulheres investidoras com mais de 60 anos cresceu 50% nos últimos dois anos, segundo um levantamento realizado pela Nu invest (ex-Easynvest) e divulgado no final de agosto

A pesquisa tem como base a amostra de investidoras da própria plataforma. Dentro desse universo, as mulheres já representam 45% do total de investidores dessa faixa etária – valor acima do registrado na base geral, onde as mulheres representam 36% dos investidores.

O montante de capital investido por elas também cresceu. Segundo o levantamento, o volume sob custódia passou de 1 bilhão de reais em 2019 para 1,3 bilhão em 2021, o que representa uma alta de 30%.

Onde elas investem

O levantamento aponta que as investidoras com mais de 60 anos apostam em ativos diferentes dos homens na mesma faixa etária. Eles arriscam mais e têm a maior parte do patrimônio em renda variável. Já elas são mais moderadas, e apostam principalmente em títulos de renda fixa, como Tesouro Direto e CDBs.  

Em 2019 as mulheres com mais de 60 anos mantinham apenas 13% do portfólio em renda variável, atualmente o percentual representa 24% do patrimônio delas na plataforma.

Uma segunda pesquisa – realizada pela B3 e divulgada no início do mês – mostrou que as mulheres continuam sendo apenas 30% das investidas na bolsa, mesma porcentagem registrada em 2020. Os dados mostraram, no entanto, que elas têm entrado na bolsa com valores mais altos. A mediana do primeiro investimento mensal feito por investidoras mulheres é de 481 reais, enquanto o feito por homens é de 303 reais.

destaques