Conecte-se conosco

Colunista | Sirleide Stinguel

Dor na relação sexual é normal?

Sirleide Stinguel, é sexóloga, pós graduada em terapia sexual na saúde e educação. Palestrante e professora de artes sensuais

Publicado

em


Não é de hoje que ouço algumas mulheres reclamarem de dor na relação sexual. Quando adolescente ouvi uma professora conversar com outra no intervalo e uma se queixava de dor na hora do ato sexual e a colega pediu para ela ter paciência que a dor ia passar. Fiquei com isso em mente e confesso que nas minhas primeiras relações sexuais eu aguardava a tão comum dor.

Muitas mulheres têm convivido com dor durante a relação sexual por anos sem sequer saber porque, e levam a tal dor como algo normal e de adaptação do órgão genital. Pois bem, dor nenhuma é normal, ainda mais em um ambiente de prazer.

Existe uma disfunção sexual chamada vaginismo, que descreve a dificuldade persistente ou recorrente da mulher, com agravante de dor na relação sexual, o que dificulta ou impede a entrada do pênis ou dedo e/ou objeto no canal vaginal, apesar do desejo estar presente. ⁣

O que acontece na mulher com vaginismo na hora da relação sexual é que, em decorrência da disfunção, ela acaba tendo uma contração involuntária da musculatura do canal vaginal, ocasionando muita ou pouca dor.

Muitas recorrem ao ginecologista, que é o mais indicado inicialmente, e quando é vaginismo ouvem a resposta “Não tem nada de errado com você, está tudo normal”, e fisicamente falando, realmente está tudo normal. Porém, existe um fator psicológico que dispara tamanha tensão para o corpo e o único vestígio é a dor no exato momento que ela acontece.

Se esse é o seu caso, procure um especialista em sexualidade humana, pode ser um psicólogo ou sexólogo, além de um fisioterapeuta pélvico.⁣

Existe uma variação da origem do vaginismo para cada mulher. Não dá para numerar ao certo o que desencadeia a disfunção sexual. Mas muitas tem em comum traumas sexuais, abuso sexual, uma educação sexual muito rígida ou trauma físico na vulva. Existe ainda as que tiveram infecções vaginais recorrentes e as que têm questões com sua orientação sexual ou ainda, rejeição sexual a um parceiro específico. ⁣

SENTIR DOR DURANTE A RELAÇÃO SEXUAL NUNCA É NORMAL.⁣

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião do TuBusca Elas encontram

Imagem: Getty Images

destaques