Conecte-se conosco

Colunista | Valéria Aquino

O dilema da maternidade e o trabalho

Valéria Aquino tem MBA gestão de Pessoas, é administradora, palestrante e empreendedora de sucesso

Publicado

em

Em cada encontro ou reunião entre mulheres que participo, percebo que o assunto trabalho, maternidade e filhos, na maioria das vezes, é um dilema, um problema e motivo de renúncia para muitas mulheres.

Será que podemos acreditar que o fato de brincar de boneca desde pequenas, aprendendo a cuidar da filhinha ou do filhinho, naquele momento, pode ser o fortalecimento na cabeça de muitas mulheres que filhos dependem da mãe?

Seria pelo tempo de amamentação?

Será por esse motivo que muitas mulheres optam por parar de trabalhar até amamentarem os filhos, e as vezes essa amamentação passa do período de seis meses, em alguns casos é ampliada para dois anos ou três anos da criança?

Seria isso uma necessidade da criança ou da própria mulher?

Em contrapartida a insatisfação da mulher na sua vida pessoal, amorosa e profissional aumenta. Em alguns casos nós ficamos satisfeitas só pelo fato de ser mãe e isso supri toda e qualquer necessidade, inclusive a amorosa.

Que pertencimento nos invade quando nos concebemos mãe? O preenchimento e a realização? Ou a sensação interna de culpa que tudo que fazemos ainda é pouco?

Com o passar dos anos a quantidade de filhos por família foi reduzida. Seria essa uma decisão do gênero feminino sobre a maternidade?

O fato é que várias de nós que escolhemos esses caminhos de forma a adequar o melhor que tem dentro de nós mesmas. Vejo mulheres que optaram por seguir sua carreira profissional e também empreender, independentemente do número de filhos e classe social. Algumas por decisão própria, outras por necessidade. Vejo também mulheres que decidem pela maternidade por um período longo de suas vidas, ou por definitivo.

Mas o importante é trazemos em nós, quando se tratar de nossos filhos, o seguinte questionamento. O que fiz? Ou o que eu poderia ter feito? Isso seria um sinônimo de culpa?

Fica a reflexão do que nós mulheres podemos fazer de nossas vidas quanto ao dilema: de ser mãe, mulher e profissional.

Se somos ou podemos pensar e fazer várias coisas porque esse ponto é tão forte para nós?

Deixo aqui a reflexão do que nós trazemos para nós mesmas, com uma benção tão divina que é procriar e criar nossos filhos, e continuar sendo você!

“Este texto não traduz, necessariamente, a opinião do TuBusca Elas encontram”

Foto: Estúdio Essenziale Design Fotografia

destaques