Conecte-se conosco

Sobre Elas

Projeto para combater violência contra mulheres é intensificado em Linhares

Várias ações de orientação e prevenção estão sendo desenvolvidas nas escolas do município, associações de moradores, empresas privadas

Publicado

em

Visando combater, prevenir e reduzir os casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, a Prefeitura de Linhares, por meio da secretaria municipal de Assistência Social, em parceria com a Delegacia de Proteção à Mulher, intensifica as atividades do projeto ‘Maria da Penha vai à Luta’ no município. O projeto foi criado em comemoração aos 15 anos da Lei Maria da Penha celebrado no último dia 7 de agosto.

Por meio do projeto, são desenvolvidas várias ações de orientação e prevenção com palestras nas escolas do município, associações de moradores, empresas privadas, entre outros.

Nesta semana, as atividades serão realizadas com os assistidos dos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) do distrito de Bebedouro.  As visitas são agendadas pelas equipes dos CRAS e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

As palestras são ministradas pela titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, Dra. Silvana Soeiro.

“Prevenir é o melhor caminho para acabar com o sofrimento das mulheres que são violentadas. Por isso, estamos intensificando as atividades deste projeto que tem como objetivo principal combater qualquer tipo de crime ou violência contra a mulher em Linhares”, destacou.

Alerta

De acordo com os dados da Delegacia de Proteção à Mulher, entre os meses de janeiro a agosto de 2020 foram registrados 970 casos de violência contra a mulher em Linhares. Já nesse mesmo período de 2021, foram registradas 1052 denúncias relacionadas a essas práticas, ou seja,  82 casos a mais do que no ano passado.

Lei Maria da Penha

A Lei Maria da Penha foi sancionada no dia 7 de agosto de 2016 para criar mecanismos para enfrentar e combater a violência doméstica e familiar contra a mulher, ou seja, trata-se de uma lei elaborada para proteger as mulheres, trazendo inclusive definições claras e precisas sobre a violência de gênero.

Todo homem que se tornar um agressor infringe a lei e viola os direitos humanos das mulheres. Portanto, é preciso fazer o registro de ocorrência para que a autoridade policial realize os procedimentos necessários tanto para a proteção da vítima quanto para a investigação dos fatos.

Denúncias

As denúncias de violência contra a mulher podem ser registradas por meio dos telefones 180 e 190 ou pelo Disque 100.

Fotos: Secom/Prefeitura de Linhares.

destaques