Conecte-se conosco

Mulheres que inspiram

Série especial Outubro Rosa: Amor em Forma de Arte

A micropigmentadora Sheyla Garcia e a Tatuadora Lilian Mascarello atuam voluntariamente durante todo ano para elevar a autoestima de mulheres com câncer

Publicado

em

Além do adoecimento físico o tratamento do câncer, nas mulheres, abala também o psicológico. A queda de todos os pelos do corpo, inclusive dos cabelos, e a mastectonia, mexe com o emocional delas. Para aliviar o sofrimento dessas mulheres a micropigmentadora Sheyla Garcia, 39 anos, e a tatuadora Lilian Mascarello, 36, atuam voluntariamente durante todo ano. Lilian faz gratuitamente a reconstrução da aréola em pacientes de câncer de mama e Sheyla a reconstrução da sobrancelha em mulheres com qualquer tipo de câncer.

Há seis anos Sheyla criou o projeto Amor em Forma de Arte, e desde então, uma vez por mês, ela dedica parte do seu tempo para o atendimento gratuito de uma paciente oncológica. Durante o mês de outubro, mês dedicado a prevenção do câncer de mama, para aumentar o número de atendimentos, Sheyla convida colegas de profissão e faz um Dia D de micropigmentação.  

Ela conta que tudo começou quando foi procurada para fazer a reconstrução da sobrancelha de uma paciente em tratamento de câncer de mama, e ao final percebeu o quanto aquela sobrancelha refeita devolveu a felicidade aos olhos da cliente.

Enquanto eu fazia a micropigmentação ela me contou a sua história e a luta contra o câncer de mama. A felicidade que vi no olhar dela, ao final do procedimento, por ter de volta a sobrancelhas reconstruídas através da micropigmentação, tocou tanto o meu coração que senti o desejo de proporcionar essa mesma felicidade para outras mulheres, e desde então eu faço uma paciente oncológica por mês, gratuitamente“.

Já Lilian, parceira de Sheyla no projeto há três anos, faz a reconstrução da Aréola há seis. No caso dela o trabalho só pode ser feito ao final do tratamento.

“Na etapa da pigmentação da aréola elas já venceram o câncer, é o último processo. Elas perdem cabelos, passam pela mastectomia e reconstruir tudo é um processo delicado, demorado e caro. O meu trabalho é uma forma de encorajá-las a cuidar da autoestima e olhar com carinho para si mesmas nessa fase tão delicada”.  

Movidas por amor

Sheyla conta que, antes do projeto, sempre que participava de congressos ouvia os colegas falando desse trabalho voluntário, mas não tinha ideia de como é gratificante. Ela diz que esse é um trabalho que deseja fazer para sempre.

“Sou movida por amor. É muito gratificante. A retribuição ao que faço vem em forma de crescimento como pessoa, como ser humano e profissional. Toda vez que ouço a história de superação de uma mulher em tratamento de câncer eu cresço e me fortaleço”, ressalta Sheyla.

O procedimento pode ser feito em qualquer etapa do tratamento, desde que com autorização do oncologista.

Corrente do bem

Este ano, durante todo mês de outubro, Sheyla está recebendo o apoio das micropigmentadoras:  Daniele Silva, Marciene Carvalho, Alesiana Bretas, Milena Guasti, Jaciele Machado, Ghielle Castoldi e Lilian Mascarello.

Fotos: arquivo pessoal

destaques