Conecte-se conosco

Bem-estar

Veja quais cuidados você precisa ter para usar unhas de acrigel

Segundo dermatologistas, o procedimento é contraindicado para gestantes, diabéticos e crianças

Publicado

em

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) lançou um guia com cuidados para o uso de unhas de acrigel. Essa técnica envolve a aplicação de uma mistura de gel com pó acrílico que cobre as unhas.

Segundo a SBD, é importante consultar um médico dermatologista antes de realizar o procedimento. A consulta ao profissional é importante para que ele possa identificar se há algum fator de risco a ser observado ou que dificulte a implantação dessa substância.

A realização do procedimento é contraindicada para:

– pessoas com alergia às substâncias utilizadas no composto;

– pessoas que tenham psoríase;

– gestantes;

– diabéticos;

– pessoas em tratamento contra o câncer;

– crianças ou adolescentes com menos de 16 anos.

Verificar a procedência dos produtos é fundamental

Outro cuidado importante é conferir se os produtos que serão utilizados estão autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A SBD recomenda também que o indivíduo confirme se a pessoa responsável pela aplicação possui a formação necessária para realizar o procedimento.

Depois de colocado o produto, a manutenção deve ser feita a cada 21 dias no máximo, sendo o intervalo de 15 em 15 dias o mais adequado. Nesse período, a pessoa que recebeu a aplicação deve ficar atenta se ocorreu algum tipo de deslocamento ou de infiltração do produto.

Caso a pessoa aplique a unha de acrigel e sinta desconforto ou alguma doença que possa ter relação com o procedimento, um médico deve também ser acionado. 

Desconfortos e problemas podem ocorrer no contato com produtos químicos. Por isso as tarefas domésticas devem ser realizadas com luvas.

Para retirar o esmalte, o indicado pela Sociedade de Dermatologia é utilizar removedores específicos, e não acetona. Já a remoção da unha de acrigel deve ser feita por profissionais capacitados. Depois disso, evite colocar esmalte.

Segundo a SBD, o uso excessivo pode ocasionar problemas, como infecções por fungos ou bactérias ou reações alérgicas.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução/ Freepik

Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

destaques